Skip to main content
Reformation

Reformation: showroom sofisticado

Novos formatos de loja estão surgindo e a tendência do modelo de showroom está aumentando no mercado. Esse formato é fruto da mentalidade de showrooming dos compradores, que mesmo estando na loja física pesquisam os produtos na Internet para adquirir através dela. A loja Reformation é um exemplo de loja modelo showroom sofisticado.

A Reformation, no NoHo, incentiva esse tipo de experiência de navegação na Internet e usa a tecnologia para incentivar a compra na loja. A loja integra a experiência digital na loja física. Além disso, a marca tem um propósito, outra tendência do varejo, que é trabalhar com roupas ecológicas, com tecidos sustentáveis.

Lojas clean e agradáveis

A Reformation tem lojas clean e esteticamente agradáveis, oferecendo apenas um tamanho por modelo de produto. No entanto, existem diversas telas sensíveis ao toque espalhadas pela loja nas quais pode-se encontrar toda a gama de produto, em todos os tamanhos e cores. Você seleciona suas peças favoritas nessas telas e a equipe de vendedores separa e disponibiliza no provador.

O provador é como se fosse seu próprio closet. É uma sala fechada com um armário dentro. As roupas selecionadas ficam nesse armário (os vendedores preparam as roupas posicionando neste armário a medida que o cliente vai escolhendo) e o cliente, ao finalizar as suas escolhes, se dirige ao provador definido e encontra seu guarda-roupa montado.

Estando em seu camarim pessoal, pode, através de uma tela sensível ao toque, escolher outros modelos, tamanhos e/ou cores. Nesse caso, é só fechar a porta do guarda-roupa e aguardar os novos modelos serem disponibilizados nele (a porta do guarda-roupa abre para os dois lados, do provador e para a área do estoque). Um formato similar de provador (com tela sensível ao toque para solicitar novos modelos aos vendedores) já é utilizado em outros varejistas, como a Rebecca Minkoff (que já foi case da NRF em 2015), e demonstrou ter ótimos resultados.

O provador, também proporciona outras experiências para o cliente. Nele você pode escolher a luz mais adequada para a roupa, ocasião de uso. Deste modo, consegue visualizar melhor o efeito visual da roupa no seu corpo. Outro ponto é que é possível escolher a música que quer ouvir para o momento da prova. Tudo isto torna essa experiência bastante pessoal.

Experiência completa

Além de proporcionar uma melhor experiência de compra nos provadores, uma maior interação/integração do físico com o digital, uma grande variedade de itens, uma proposta sustentável, a Reformation oferece um ambiente sofisticado, bonito, com uma equipe que apoia todo o processo de compra, adicionando o valor humano nessa interação.

A Reformation é um exemplo de loja de médio porte, que utilizou a análise dos dados (pela presença online e lojas totalmente digitalizadas) para aumentar a sua presença de lojas físicas digitais pelo país (iniciou com uma loja na Califórnia e atualmente tem 40). E é a última da série de artigos que criei de lojas de Nova Iorque que foram exemplo de loja da NRF 2019 (as outras foram: FaceGym, Starbucks, The Phluid, FAO Schwarz, Nike House of Innovation, Sonos, Levi’s). É claro que faltaram muitas lojas que são exemplos fantásticos de experiência de compra, mas o varejo é uma evolução constante e vamos continuar acompanhando essas e outras lojas que são inspiração para nós!

Aline Autran de Morais

Mestre em Administração com linhas de pesquisa em Omnichannel; Inovação em Marketing para o varejo; Marketing Digital; Gestão de Fornecedores. Especialização em Marketing, MBA em Gestão de Varejo e Gestão Empresarial. Mais de 20 anos de experiência em varejo de moda, tendo atuado como Gerente de Produto e Gerente de Gestão de Fornecedores na Lojas Renner, Gerente de Supply e Operações na Uatt?. Sócia-proprietária da Ideiamais. Professora na ESPM Sul.