Skip to main content

A Amazon aumenta a possibilidade de entrega dentro de um dia nos EUA

A Amazon já é capaz de oferecer entrega no mesmo dia e em um dia a 72% da população total dos EUA. Nos últimos quatro anos a Amazon fez investimentos significativos em centros de atendimento em todo o país. Com isso quase triplicou sua infraestrutura de logística nos EUA, resultando em uma vasta rede de distribuição.

Mapa distribuição Amazon
Mapa USA Amazon

A empresa tem cumprido com o plano estabelecido para os membros Prime, que pagam US $ 119 por ano por entrega rápida. Isso gera uma grande vantagem em relação a concorrência.

Benefícios para clientes, aumento de custos para concorrentes

Ao encurtar o tempo de entrega para um dia, a Amazon influencia em uma das maiores razões pelas quais as pessoas compram em uma loja física, que é a possibilidade de obter o produto imediatamente. Para os clientes isso gera mais facilidade e aumenta a sua opção de escolha de compra (on-line ou off-line).

Nos EUA, a maioria dos varejistas estão começando a oferecer o transporte em dois dias e esta nova ação da empresa está impactando inclusive no mercado de ações. Após o anúncio da Amazon, os varejistas concorrentes, como Walmart e Target, viram suas ações caírem. Estas empresas estão sendo forçadas a gastar mais para melhorar a sua infraestrutura logística para acompanhar estas inovações da Amazon. A própria Amazon planeja gastar US 800 milhões no trimestre para expandir o transporte em um dia.

Em curto prazo, os custos influenciam na rentabilidade da empresa. No entanto, em longo prazo, podem atrair novos membros Prime e também levar os clientes a ter gastos incrementais.

Outro benefício identificado no mercado é a melhoria na eficiência do armazém. Os estoques dos centros de distribuição da Amazon serão transferidos mais rapidamente, ficando menos tempo parado.

A Amazon está sempre inovando e buscando soluções para atender ao seu cliente mais eficazmente. A própria loja da Amazon Go, conhecida como loja sem caixa, e que abriu agora em Nova Iorque, vai começar a aceitar pagamento em dinheiro. Isto aconteceu como forma de enfrentar a reação das pessoas que diziam que essas lojas sem caixa seriam discriminatórias em relação aos consumidores sem cartão.

Fonte: CNBC – artigo original: https://www.cnbc.com/2019/05/07/amazon-go-opens-at-brookfield-place-in-downtown-new-york-accepts-cash.html?recirc=taboolainternal


Aline Autran de Morais

Mestre em Administração com linhas de pesquisa em Omnichannel; Inovação em Marketing para o varejo; Marketing Digital; Gestão de Fornecedores. Especialização em Marketing, MBA em Gestão de Varejo e Gestão Empresarial. Mais de 20 anos de experiência em varejo de moda, tendo atuado como Gerente de Produto e Gerente de Gestão de Fornecedores na Lojas Renner, Gerente de Supply e Operações na Uatt?. Sócia-proprietária da Ideiamais. Professora na ESPM Sul.