Skip to main content

Para vencer a crise, adequação de estoques é essencial no varejo

A gestão do estoque é fundamental no varejo, pois estoques altos geram custos, reduzem o giro e a margem da empresa. Não é um trabalho fácil, mas essencial para a saúde financeira da empresa, principalmente em época de crise/baixas vendas. Além disto, se bem gerido, possibilita se adequar melhor ao cliente e desmistifica a ideia que mais estoque traz mais venda.

O ideal é sempre buscar trabalhar com o menor estoque possível, de forma a manter o aumento das vendas e da margem. Mas em época de crise, quando normalmente a venda fica abaixo do esperado, a propensão a ter estoques altos é ainda maior. Embora a perspectiva deste ano, segundo apontam alguns especialistas, é ter um Natal melhor que o de 2016, índices da Fecomércio SP indicam que uma parcela de empresários está com o estoque elevado.

Prateleiras cheias, principalmente após datas comemorativas que historicamente trazem grandes vendas como o Natal, resultam em excesso de produtos para liquidação, pois nenhuma loja quer (ou deveria) guardar produtos de um ano para outro. Estas liquidações são necessárias para oxigenar o estoque, limpar o que está “velho”, trazer fluxo de caixa para recompra de produtos best sellers e novidades da coleção. Entretanto trazem redução de margem e até mesmo prejuízos para a empresa. Por este motivo, toda a empresa varejista deveria ter um controle muito próximo do seu estoque. Um planejamento de vendas anual dividido por semana, por categoria de produto, com o dimensionamento do estoque e cobertura para esta venda, de acordo com o recebimento dos produtos na loja, é o primeiro passo para evitar excessos (assim como faltas).

Entretanto, não adianta somente planejar. É preciso acompanhar semanalmente as vendas e o comportamento do estoque, fazer os ajustes e correções necessárias, tanto nas vendas como nos estoques, e pensar em ações não somente de vendas/promoções, mas em como ter/desenvolver produtos que atendam melhor as necessidades e desejos do seu consumidor. A empresa que souber trabalhar bem esta gestão conseguirá manter o seu nível de estoque mais saudável, vendendo mais com menos, melhorando as suas margens e evitando tantas liquidações para escoar excesso de produto.

Existe uma frase famosa (não sei autor) que diz “retail is detail”, o varejo é detalhe. Sim, com certeza. É preciso estar atento a todos os detalhes para se adequar ao consumidor, atender este mercado cada vez mais competitivo e exigente e por isto, quanto mais efetivos formos na gestão do estoque das lojas, melhores resultados teremos.

Artigo originalmente escrito no Linkedin: https://www.linkedin.com/pulse/para-vencer-crise-adequa%C3%A7%C3%A3o-de-estoques-%C3%A9-essencial-autran-de-morais

Aline Autran de Morais

Mestre em Administração com linhas de pesquisa em Omnichannel; Inovação em Marketing para o varejo; Marketing Digital; Gestão de Fornecedores. Especialização em Marketing, MBA em Gestão de Varejo e Gestão Empresarial. Mais de 20 anos de experiência em varejo de moda, tendo atuado como Gerente de Produto e Gerente de Gestão de Fornecedores na Lojas Renner, Gerente de Supply e Operações na Uatt?. Sócia-proprietária da Ideiamais.